Blog

15 de outubro de 2018

Registrei o nome da minha marca. Ninguém mais pode usá-lo, certo?

> A Licent Prime explica: Errado. Você terá a marca protegida e ninguém poderá usá-la na atividade ou produto para o qual você pediu o registro. […]
11 de outubro de 2018

Curiosidade sobre patentes: o sinistro lava-rápido de humanos

As pessoas que se encontram internadas em hospitais também precisam tomar banho. O problema é que isso geralmente demanda a ajuda de outras pessoas, como enfermeiros […]
8 de outubro de 2018

Recebi uma oposição. E agora?

> A Licent Prime explica: Oposição é quando uma pessoa ou empresa apresenta ao INPI uma argumentação formal, geralmente embasada em fatos e documentos, buscando fazer […]
4 de outubro de 2018

ABPI pede mudanças no INPI aos presidenciáveis

A Associação Brasileira da Propriedade Intelectual publicou uma carta aos candidatos à presidência da República contendo dez propostas para melhorar o sistema de propriedade intelectual no […]
1 de outubro de 2018

Qual é o prazo de validade de um registro de marca?

> A Licent Prime explica: No Brasil, o registro de uma marca vale por 10 anos e pode ser renovado a cada 10 anos, sem limite […]
27 de setembro de 2018

iPhone da Apple X iphone da brasileira Gradiente: guerra das marcas chegou ao fim?

Agora parece que as coisas vão tornando seus contornos finais: o Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu ganho de causa à Apple na ação movida pela […]
24 de setembro de 2018

Qual a proteção que tenho ao registrar uma marca?

> A Licent Prime explica: O registro da marca garante ao seu titular o direito de exploração comercial da marca, o direito de impedir que terceiros […]
20 de setembro de 2018

Fireman: indústria deve cobrar dentro da realidade ou vamos quebrar patentes

Em meio a discussões sobre como incorporar medicamentos de alto custo ao Sistema Único de Saúde (SUS), o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do […]
17 de setembro de 2018

Posso transferir uma marca da pessoa jurídica para a física?

> A Licent Prime explica: Praticamente não, porque a legislação diz que você precisa comprovar que exerce licitamente a atividade. Com isso, muitas classes acabam sendo […]